Área de Atuação - 8° GB - Paranaguá

a. Geografia

Municípios que compõem o Litoral paranaense:

MUNICÍPIO POPULAÇÃO
ESTIMADA
ÁREA (KM²)
Antonina 19.011 882,317
Morretes 16.366 684,580
Paranaguá 156.666 826,431
Pontal do Paraná 26.636 200,410
Matinhos 34.207 117,899
Guaratuba 36.595 1326,670
Guaraqueçaba 7.679 2017,030

Fonte: www.cidades.ibge.gov.br (consulta realizada em 22/05/2019)

 

b. Características

A Planície Litorânea Paranaense se localiza na região sul do país, entre o Oceano Atlântico e o conjunto de montanhas, denominada de “Serra do Mar”, que por sua vez é coberta pela Mata Atlântica, uma floresta rica em biodiversidade que tem como ponto mais alto o Pico do Paraná, com 1.877 metros de altura.

Essa cadeia de montanhas é um atrativo que pela sua beleza e exuberância atrai esportistas e atletas de final de semana em busca de aventuras, seja pelos pontos de escalada, vias de caminhada ou pelas diversas fontes de água para banho. Locais como o Pico do Paraná, Morro do Anhangava, Pico do Marumbi, a Estrada da Graciosa e a Trilha do Itupava são as principais atrações naturais da região.

A principal rodovia de acesso é a BR-277, que é administrada, entre o litoral e a capital, pela concessionária Ecovia, totalizando 86,5 km de extensão com um traçado que corta a serra do mar, reduz em um espaço de aproximadamente 30km, a altitude de 900m, cujo percurso é composto por curvas sinuosas e inclinação bastante acentuada, responsável por um histórico de graves acidentes, especialmente pelo fluxo de caminhões que se deslocam dos mais variados locais do país em direção ao Porto de Paranaguá, levando grãos, bens de consumo e produtos perigosos diversos, que dão suporte a indústria.

Economicamente o município de maior relevância é o de Paranaguá, que devido ao Porto, concentra o maior número de empresas, população e movimento.

O Porto de Paranaguá é administrado pela APPA (Administração do Portos de Paranaguá e Antoniana), uma empresa pública, responsável pelo maior porto exportador de produtos agrícolas do Brasil, com destaque para o soja. Também movimenta contêineres, fertilizantes, veículos e insumos diversos, incluindo produtos perigosos, com destaque a presença da subsidiária da Petrobrás, a Transpetro, que é uma importante empresa para o transporte e a logística de combustível no país.

Os municípios de Matinhos, Guaratuba, Pontal do Paraná e Paranaguá (Ilha do Mel) possuem praias propícias a atrair turistas no período de verão.

As cidades de Antonina e Guaraqueçaba são banhadas pelo mar, porém, sem faixas de praia de grande interesse aos banhistas, visto a característica típicas de interior de baía.

O município de Morretes possui uma importante bacia hidrográfica e está aos pés do Conjunto Marumbi, uma importante rede de montanhas com importante fluxo de turistas.

O Município de Guaraqueçaba tem grande importância no aspecto ecológico e de preservação da mata atlântica, que é predominante em sua área com suas reservas florestais e de seus ecossistemas quase intactos, criando atrativos turísticos apreciados pelos adeptos do turismo ecológico, sendo o único município do litoral que não possuí instalações do Corpo de Bombeiros.

 

c. Peculiaridades

Devido às atividades industriais das grandes empresas, armazenadoras de combustíveis, fabricantes de fertilizantes, entre outros ramos da indústria, bem como, o grande fluxo de veículos rumo ao Porto de Paranaguá, existe uma presença expressiva de Produtos Perigosos diversos na região, sejam eles, líquidos combustíveis, gases, ácidos e outros.

Ainda, além do fluxo turístico nas áreas de mata e praia, a região possui um grande arquipélago formado por ilhas habitadas e que são atrativos pelas suas belezas naturais, devido a seu acesso exclusivo ou principal ser por meio aquático, torna presente o risco a navegação de passageiros e de socorros a pessoas isoladas, durante todo o ano, especialmente, quando em períodos vespertinos.

Durante grandes precipitações pluviométricas, o litoral é assolado por dois tipos de ocorrências, em especial, as quedas de barreiras, devido ao grande número de encostas nos municípios mais próximos a Serra do Mar, e outra ligada aos rios quando formam as chamadas “cabeça d’água”, as quais, nos últimos anos têm feito diversas vítimas fatais entre aqueles que se arriscam e permanecem na água sem os devidos conhecimentos sobre este fenômeno.

Nas estações da primavera e verão, entre os períodos compreendidos entre os meses de setembro a dezembro e de janeiro a abril, quando o clima fica propício ao banho de mar, milhares de pessoas se deslocam para o litoral em busca de lazer. Esta situação, historicamente, tem exigido uma maior atenção do Estado, que entre o período de Natal e Carnaval, deflagra a Operação Verão, momento no qual todas as forças de segurança concentram parte de seus efetivos e esforços na proteção a vida, ao patrimônio e ao meio ambiente.

 

d. Operação Verão

A Operação Verão, como período de atividades operacionais e administrativas do Comando do Corpo de Bombeiros/PMPR, desenvolvida na área do 8º Grupamento de Bombeiros – Litoral do PR (8º GB), vem mantendo sua excelência ao longo dos anos.

Tem como objetivo atuar de forma preventiva e reativa em todas as situações envolvendo busca, salvamento, atendimento pré-hospitalar, combate a incêndios e coordenação de ações de proteção e defesa civil, no sentido de proteger as pessoas, o meio ambiente e a propriedade.

A Operação Verão compreende todos os municípios do Litoral do Estado, que possuem Postos de Bombeiros ativos, cada um com suas peculiaridades e efetivo planejado. Durante tais atividades são divididos em Subáreas, assim determinadas:

  • SA I – Pontal do Paraná;
  • SA II – Matinhos;
  • SA III – Guaratuba;
  • SA IV – Paranaguá, Morretes e Antonina.