Culto Inicia Comemorações aos 165 anos da PMPR
06/08/2019 - 14:08

“Se o Senhor não guardar a cidade, em vão são as sentinelas”. Esse foi um dos versículos bíblicos ditos durante a pregação do Culto de Ação de Graças pelos 165 anos da Polícia Militar do Paraná. A celebração aconteceu na noite de domingo (04/08) na Comunidade Alcance, no bairro Novo Mundo, em Curitiba. O culto contou com a presença do Comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, e do Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Samuel Prestes, além de seguimentos representativos de diferentes unidades da PM, para receber as bênçãos do Senhor.

“Sempre falo que o policial militar é o cidadão fardado, então nós precisamos celebrar esses momentos, em que o policial retorna a sua comunidade, congregado na igreja, para comemorar junto à célula as bênçãos recebidas”, disse o coronel Péricles. Para o Comandante-Geral, foi um dos momentos mais emocionantes da sua carreira. “Esse culto é uma homenagem a homens e mulheres que, diariamente, sob chuva, sol e geada, estão protegendo a vida dos paranaenses”, continuou.

Durante o discurso, o coronel Péricles pediu para que os policiais militares presentes na cerimônia se levantassem e disse que eles são o recurso mais importante da Corporação. “A nossa Instituição é construída a partir do mérito, do esforço e do trabalho de cada um de vocês”, e finalizou agradecendo a todas as igrejas que diariamente pedem proteção divina aos policiais militares.

Para o Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Prestes, esse é um momento importante, não apenas para iniciar as comemorações dos 165 anos da PM, mas para se aproximar da sociedade e mostrar à qual é o real trabalho da instituição. “Hoje nós vamos celebrar com Deus, com nossos irmãos de fé e farda, rogando para que Ele sempre esteja nos abençoando em nossos serviços”, disse.

“O policial militar precisa sair todos os dias da sua residência e colocar a sua vida debaixo das mãos do Senhor. É importante toda a capacidade técnica e inteligência, mas eles precisam entender que se o Senhor não guardar a cidade, em vão são as sentinelas. Quem são as sentinelas? Eles, os policiais militares. Eles precisam estar protegidos por Deus, e, assim, estarão vencendo todas as batalhas”, disse o Pastor Marciano Ortencio, durante a pregação.

Para o pregador, é importante essa interação com a comunidade para quebrar preconceitos. “Muitas vezes a comunidade olha para a polícia um pouco desconfiada, por causa do que se vê nos noticiários. Mas hoje estamos provando que os policiais não querem que as pessoas tenham medo, mas respeito pela Corporação”, complementou.

PREGAÇÃO – A palavra escolhida pelo pastor Marciano para a pregação da noite foi a passagem bíblica, de ll Crônicas 32, onde fala sobre o cerco que Senaqueribe fez à Jerusalém. “Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem se desanimem por causa do rei da Assíria e do enorme exército que está com ele, pois conosco está um poder maior do que o que está com ele. Com ele está somente o poder humano, mas conosco está o Senhor, o nosso Deus, para nos ajudar e para travar as nossas batalhas”.

ORGANIZAÇÃO – O evento foi organizado pela 5ª Seção da Polícia Militar e pela Comunicação Social do Corpo de Bombeiros. Segundo a capitão Rafaela Mansur Diotalevi, o culto de Ação de Graças é feito anualmente para agradecer pela proteção de Deus e também pedir a benção da igreja. “Todo ano nós fazemos o culto de Ação de Graças em igrejas cristãs que pregam a palavra de Deus, independente da denominação. Nosso objetivo é fazer esse contato da comunidade com a PM”, contou.

Um dos integrantes da Comunidade Alcance, o coronel da Reserva Remunerada Almir Porcides Júnior, falou sobre comemorar o aniversário da PM em sua célula. “Durante a minha carreira na Polícia Militar sempre coloquei Deus em primeiro lugar e esse lado espiritual se fez muito importante. E, no dia a dia, com a gente invocando o Seu nome, não há nada que possa nos abalar”, disse.

MOMENTO CÍVICO – Após o cântico dos hinos, aconteceu o momento cívico, onde tropas representativas entraram junto com as bandeiras do Brasil, do Paraná e da Polícia Militar. A capitão Rafaela e a tenente Michele de Paula Trindade Sensolo, cerimonialistas do evento, explicaram cada seguimento para a igreja. Logo em seguida foi executado o hino Nacional Brasileiro pela Banda da PM em conjunto com a da Comunidade.

 

Fonte: Comunicação Social da Polícia Militar do Paraná

GALERIA DE IMAGENS