SIATE comemora 30 anos de existência
26/05/2020 - 17:47

       Neste dia 26 de maio, o Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergência (SIATE) completa 30 anos de existência. Concebido no Paraná, inicialmente em Curitiba, e com base em uma experiência norte-americana, o serviço iniciou em 1990 com um novo modelo de atendimento pré-hospitalar no Brasil, dedicado ao resgate e assistência às vítimas de traumas.

        No final da década de 80, os serviços de urgência e as equipes de ortopedia do Paraná perceberam que muitos pacientes em estado grave ocupavam grande quantidade de leitos hospitalares. Na época, não havia nenhum cuidado especializado no seu resgate até chegarem aos hospitais, dificultando o processo de recuperação. Além disso, quem precisava ser resgatado e encaminhado para a rede hospitalar após uma queda com múltiplas fraturas, por exemplo, tinha que ser transportado por conta própria e sem qualquer medida de primeiros socorros.

sub_br.jpg

 

       O processo de criação do Siate teve início em 1989, quando o Governo do Estado criou uma comissão responsável pela implantação de um projeto-piloto na capital, com a parceria da prefeitura municipal. Ao longo de um ano e meio, a equipe elaborou todos os protocolos e fluxos de atendimento com o apoio de uma equipe de consultores de Cleveland, no estado de Ohio, nos Estados Unidos. Não havia no Brasil nenhum fabricante que fornecesse um veículo para atender as necessidades do socorro pré-hospitalar. Isso motivou que a equipe do Siate desenvolvesse, com o apoio do antigo CEFET-PR (hoje UTFPR), uma ambulância padrão. Após um ano de testes, a frota do Siate ganhou dois veículo, a chamada Auto-Ambulância nº 3, primeira ambulância fabricada especificamente para o SIATE-PR

       Assim, foi estabelecido um convênio entre o Ministério da Saúde, o Governo do Estado e a Prefeitura de Curitiba para elaboração de um serviço de assistência ágil e eficaz.

       Ao longo desses 30 anos, o constante aperfeiçoamento do serviço e treinamento garante que o tempo médio entre o acionamento pelo 193 até a chegada da equipe de socorristas ao local da ocorrência seja em torno de 8 minutos.

a1.jpg

 

       Conforme explica o Cel. Samuel Prestes, Comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná “Essa é uma das marcas do SIATE: o atendimento ágil, fruto do trabalho sério que é desenvolvido pelos profissionais do Corpo de Bombeiros, Secretarias de Saúde e Segurança.”

       De 1990 pra cá, mais de 670 mil ocorrências de diversas naturezas já foram atendidas pelo Siate no Estado com aproximadamente 630 mil vítimas atendidas e encaminhadas para os hospitais de referência. Quase 70% dos atendimentos dizem respeito a acidentes de trânsito.

       A Coordenadora de Organização da Rede em Cuidados da Saúde, Carmen Moura afirma
“As pessoas que são vítimas de acidentes, agressões e qualquer tipo de trauma, principalmente em via pública, recebem um atendimento oportuno e qualificado por meio deste serviço, fazendo com que ocorra redução de sequelas e mortalidade, pois proporciona a estabilização deste cidadão no local e o transporte adequado até o atendimento definitivo no ambiente hospitalar.”

GALERIA DE IMAGENS