Corpo de Bombeiros do Paraná - Por uma vida todo sacrifício é dever!

Links Úteis

  • Corpo de Bombeiros do Paraná | Facebook
  • @bombeiros_parana

Grupo de Operações de Socorro Tático

     O Grupo de Operações de Socorro Tático (GOST) é um grupo especial do Corpo de Bombeiros do Estado do Paraná. Ele constitui-se em um pequeno efetivo de bombeiros, especialmente treinados, para atuarem em situações onde haja a necessidade de equipamentos e técnicas especiais. 
Viatura Auto-busca e Salvamento
ORIGEM

     O Grupo de Operações de Socorro Tático foi recentemente criado em 2006. Até 1994 o Corpo de Bombeiros do Paraná possuía um Grupamento de Busca e Salvamento (GBS). A necessidade de efetivo levou à dissolvição dessa OBM (Organização de Bombeiro Militar) para complementar outros GBs (Grupamento de Bombeiros) inseridos na época. O objetivo era constituir Seções de Busca e Salvamento em todos os GBs e SGBIs (Subgrupamentos de Bombeiros Independentes), tornando-os operacionalmente autônomos. O que de fato, até o surgimento do GOST, ainda não havia ocorrido.
     O GOST foi oficializado pelo Governo do Estado em outubro de 2010.

ÁREA DE ATUAÇÃO

     O GOST está capacitado a atuar em todo o território do Estado do Paraná, no atendimento à buscas de pessoas em meio líquido, buscas terrestres e vendavais, enchentes e outras ocorrências típicas de serviços de bombeiros.

     Em 2008 foi também empregado fora do Estado, participando no resgate de vítimas de alagamentos em Santa Catarina.
     Em 2009 na busca de vítimas devido aos rompimento da Barragem de Algodões no Piauí.
     Em 2010 foi novamente acionado para servir de ponta-de-lança da tropa enviada para auxílio ao município de Sengés, que se encontrava em estado de calamidade devido a enchentes que destruíram os acessos por rodovias e das telecomunicações, ao acessar o local, além de providenciar a busca das cinco vítimas. Providenciou também o acesso às equipes de manutenção para reestabelecimento do contato telefônico com município. 
     Em 2011 atuou em apoio ao 8º Grupamento de Bombeiros em resposta à calamidade que deixou comunidades dos municípios da planície litorânea isolados. Também neste ano atuou na calamidade que atingiu a cidade de Cerro Azul, em apoio ao 7º Grupamento de Bombeiros, sendo responsável pelo acesso a comunidades que ficaram isoladas pela queda de pontes sobre o Rio Ribeira. 

BRASÃO DO GOST 

Brasão do GOST     Brasão do GOST. Escudo vermelho - cor que representa a intrepidez das ações, com chefe em negro com o as letras GOST (iniciais de Grupo de Operações de Socorro Tático).
     Sobrepostos ao escudo os seguintes símbolos: 

     Rosa dos ventos em prata - representando as ações executadas de forma planejada;
     O raio negro - representando a ação rápida e direcionada;
     A cruz dourada - representando a vida, como bem mais precioso a ser salva-guardado.
    Acima do escudo se utiliza a tarja com as letras CCB, representando a subordinação do GOST ao Comando do Corpo de Bombeiros. 


MISSÃO

A missão do GOST é atuar em operações de:

Busca e salvamento em ambiente de floresta;
Busca e salvamento em ambiente de montanha;
Busca e salvamento aquático;
Operações de defesa civil;
Apoio às OBMs em grandes incêndios urbanos, industriais e florestais;
Operações aéro-táticas;
Mapeamento de áreas de risco;
Apoio a OPMs (Organização de Polícia Militar) no cumprimento de suas missões em atividades correlatas às do Corpo de Bombeiros;
Apoio a outros órgãos;
Operações especiais a critério do Comando do Corpo de Bombeiros. 

ESTRUTURA

     Composição
Rapel
     O GOST é comandado por um oficial superior (Major), designado pelo Comando do Corpo de Bombeiros, tendo como sub-comandante um oficial intermediário (Capitão), possuindo ainda em sua estrutura duas Seções distintas comandadas por oficiais subalternos (1º Tenente). A primeira seção é a de Operações Terrestre e a segunda de Operações Aquáticas. Cada uma dessas seções possui Grupos de Operações, sendo compostos cada um dos quatro GOT (Grupo de Operações Terrestres) ou dos três GOA (Grupo de Operações Aquáticas), por:

Treinamento em ambientes verticais (rapel).
Quadriciclos do CCB/PMPR.Um Sargento;
Um Cabo;
Dois Soldados.
Obs.: O quarto GOT é o responsável pela Cinotecnia de Busca. 

FORMAÇÃO

Socorrista;
Orientação;
Condutor de viatura operacional;
Condutor de embarcação;
Manuseio de produtos perigosos;
Combate a incêndios em vegetação;
Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas;
Cinotecnia de Busca. 

HABILITAÇÃO

Montanhismo;
Mergulho;
Rádio comunicação;
Trabalho em ambiente vertical;
Técnicas de sobrevivência;
Cinotecnia;
Atendimento pré-hospitalar;
Salvamento aquático. 

UNIFORMES

     Como o antigo Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), o GOST usa uniformes na cor laranja, a cor internacionalmente utilizada em operações de buscas e salvamentos, entretanto em operações utilizam uniformes e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados à ocorrência. 

VIATURAS E EQUIPAMENTOS

     O GOST atua com viaturas tipo picape 4X4; embarcações motor de casco flexível e rígido; botes para rafting, dukcs e moto-aquáticas. Possui além dos equipamentos comuns de mergulho autônomo, equipamentos de fonia sub-aquática; roupas semi-secas para mergulho em baixas temperaturas; equipamentos de trabalho em ambiente vertical, e de montanhismo, etc... Possui ainda cães das raças pastor-alemão e labrador para busca de pessoas em ambiente de vegetação e escombros, e da raça bloodhound para rastreio de pessoas em trilhas e ambiente de mata e montanha.

LOCALIZAÇÃO

Mapa GOST

Comandante do Grupo de Operações de Socorro Tático
Cap. QOBM Daniel Lorenzetto

SubComandante do Grupo de Operações de Socorro Tático
1º Ten. Murillo do Nascimento Rotondo

Rua: Fortaleza, 1000                            Bairro: Cajuru
Cidade: Curitiba/PR                              CEP: 82.930-230
Fone: (41) 3226-7685
E-mail: gost-g1@bm.pr.gov.br



 

 



Recomendar esta página via e-mail: