Ação integrada capacita Defesa Civil dos municípios lindeiros ao lago de Itaipu
09/09/2021 - 16:09

O 9ºGB, 4ºGB e a Itaipu Binacional realizaram nesta quarta-feira (08), uma ação integrada para a capacitação no combate ao incêndio ambiental das Defesas Civis dos 15 municípios lindeiros ao lago de Itaipu. O encontro também contou com o apoio da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Campus Santa Helena que cedeu o auditório da universidade para instrução teórica de 63 agentes civis, apresentada pelos brigadistas da usina e pelos bombeiros militares.

Em campo, foi realizada a demonstração de materiais do caminhão Auto Bomba Tanque Resgate (ABTR) dos bombeiros, para o caso de operações conjuntas estabelecendo uma maior sincronia e otimização das ações, Kit Pick Up para incêndios florestais, veículo 4x4 usado para auxílio nos combates a incêndios em vegetações e terrenos diversos, com tanque para armazenamento de água e de fácil transporte), exposição do caminhão da Defesa Civil, e demais equipamentos utilizados no combate ao fogo (abafadores, mochilas costais, sopradores), além de drones que podem ser empregados para averiguação do perímetro de ocorrência e estabelecimento de ações propícias ao combate de incêndios.

POR QUÊ CAPACITAR OS AGENTES DE DEFESA CIVIL?

Defesa Civil é um órgão que atua em ações preventivas, de socorro, assistenciais e reconstrutivas destinadas a evitar ou minimizar desastres, sejam eles de causa natural ou não. Coordenada pelo Corpo de Bombeiros, está organizada com a participação da sociedade e do poder público, atuando por meio do trabalho de seus agentes, equipe formada por profissionais contratados e voluntários.

A capacitação em ações de especialidade da Corporação, é parte de um planejamento conjunto para minimizar os danos causados pelos incêndios ambientais em localidades que não contam com a presença do Corpo de Bombeiros, mas sim de agentes das Defesas Civis Municipais que podem, com treinamento, conter eventuais desastres ainda na região de atuação.

A IMPORTÂNCIA DE CONTER OS INCÊNDIOS AMBIENTAIS

No ano de 2020, houve um aumento de 30% de ocorrências de incêndios ambientais na região lindeira ao lago de Itaipu. O fogo alcançou 94 hectares contra 67 hectares em 2019. Numa região de natureza integrada, o combate ao fogo não poderia ser de maneira diferente.

Em junho deste ano, a Itaipu Binacional, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná e o Corpo de Bombeiros firmaram um convênio de R$ 5 milhões para a aquisição de sete viaturas de combate a incêndios, três do tipo autotanque florestal (ATF) e quatro do tipo autobomba florestal (ABTF) para uso na região. A chegada das viaturas está prevista para 2022.

Para a usina hidrelétrica que gera mais de 10% da energia usada no Brasil e quase 90% no Paraguai, a natureza é o principal aliado econômico. A mata ciliar às margens do lago funciona como um filtro de água capaz de reter sedimentos e evitar a erosão, absorvendo a água da chuva o que garante reserva de água para a geração de energia, mesmo durante os períodos de estiagem.

Além disso, a vegetação ao longo dos rios da região garante a manutenção da possibilidade de captação de água potável para o abastecimento da população local tanto no consumo quanto para a utilização na agricultura familiar. O combate aos incêndios ambientais também favorece a economia do turismo na região, com a preservação da fauna e da flora.

Últimas Notícias