Bombeiros salvam mais de 600 vidas e somam 66,7 mil ações preventivas
11/01/2023 - 10:57

Para diminuir os riscos de afogamento durante a temporada, a atuação do Corpo de Bombeiros do Paraná (CBMPR) começa na areia, com a sinalização das áreas para banho e outras ações. Desde o início do Verão Maior Paraná, no final de dezembro, os 92 postos de guarda-vidas distribuídos ao longo de todo o Litoral realizaram 66.703 ações preventivas e distribuíram 7.194 pulseirinhas de identificação para crianças.

De acordo com um balanço do CBMPR, no período entre 17 de dezembro de 2022 e 08 de janeiro de 2023, 361 crianças que estavam longe de seus responsáveis foram localizadas pelos bombeiros. O uso da pulseirinha de identificação facilita o trabalho caso se percam de seus pais ou responsáveis. Ela pode ser retirada nos postos do Corpo de Bombeiros e com as polícias Civil e Militar.

No mesmo período houve 631 resgates em água, com registro de seis óbitos (todos fora das áreas cobertas e do horário de atendimento dos postos), número que poderia ser bem maior sem esse trabalho preventivo, de monitoramento e de resgate. O Corpo de Bombeiros reforça que é preciso seguir as medidas de segurança para que o passeio seja tranquilo.

“50% das vítimas de afogamento sabem nadar, mas o mar é imprevisível. Cautela é a palavra-chave para um verão seguro”, alerta a porta-voz do Corpo de Bombeiros no Verão Maior Paraná, capitã Thayane de Lima. 

Ela ressalta que o Corpo de Bombeiros orienta que os banhistas devem permanecer na área protegida por guarda-vidas e nos horários de funcionamento dos postos, das 8h às 19h. “Uma conduta segura é essencial para não se tornar vítima de afogamento”, ressalta a capitã.

De acordo com a 1º Sargento do Corpo de Bombeiros, Juliana Renata Dias Colares, o CBMPR recomenda que a população fique atenta às condições do mar, ambiente muito diferente das piscinas. “O principal perigo na praia são as condições de mar, como a corrente de retorno e os buracos. E o uso de bebidas alcoólicas potencializa o risco de afogamento”, explicou.

O CBMPR alerta que os banhistas não devem beber antes de entrar no mar, evitem fazer isso logo após se alimentar e não desviem olhar das crianças. Observar e obedecer às bandeiras de sinalização são outras regras que não devem ser desrespeitadas para garantir lazer sem acidentes.

REFORÇO – Atuam no trabalho de prevenção e salvamento nas praias 535 bombeiros militares e 133 guardas-vidas civis do 1º Comando Regional de Bombeiro Militar. Eles estão nas 91 das praias de Guaratuba, Matinhos, Pontal do Paraná e Ilha do Mel, além de um posto tático-móvel em Morretes.

BANDEIRAS – As bandeiras de sinalização orientam os banhistas para que possam escolher os locais mais seguros para entrar no mar. Cada cor indica uma situação específica – é importante reconhecê-las e seguir as orientações corretamente.

Bandeira vermelha sobre amarelo – indicação de área protegida por guarda-vidas.

Bandeira verde – condições adequadas para o banho/baixo risco de afogamentos.

Bandeira amarela – médio risco de afogamentos devido a ondas, correntes e outros fatores.

Bandeira vermelha – alto risco de afogamento / área contraindicada para todos.

Bandeira dupla vermelha – indicação de área interditada para banho.

Bandeira preta – área não protegida por guarda-vidas.

VERÃO MAIOR PARANÁ – O Verão Maior Paraná tem ações voltadas aos veranistas e comunidade local, com atividades esportivas e de lazer, aulas de ginástica, dança, caminhadas, recreação infantil, torneios e eventos esportivos, além de uma série de outras práticas relacionadas ao entretenimento. Acesse o site www.verao.pr.gov.br e confira a programação completa das atrações promovidas pelo Governo do Estado. As ações acontecem nos municípios do Litoral, além de Porto Rico e São Pedro do Paraná, no Noroeste do Paraná.

Fonte: Agência Estadual de Notícias 

GALERIA DE IMAGENS