Aquecedores, fogão a lenha e lareiras: o risco pode estar dentro da sua casa
12/07/2021 - 16:51

Com a chegada do inverno as pessoas buscam formas de se aquecer, e para isso não faltam opções: aquecedores a gás, elétricos, fogões e lareiras à lenha, ecológicas entre outros equipamentos.

Entretanto, é necessário estar atento quanto à utilização correta de cada aparelho, manutenção, certificação do fabricante e os riscos que cada um oferece.

De forma geral, esses equipamentos utilizam energia elétrica ou uma fonte combustível para produzir calor, como um líquido inflamável, carvão, lenha,  os quais exigem cuidados em seu manuseio para evitar acidentes, desde pequenas queimaduras, incêndios e até mesmo a morte por intoxicação.

Listamos a seguir as principais orientações para cada tipo de equipamento.

 

Aquecedor elétrico

Faça o uso conforme a orientação específica do manual, evitando sobrecarga no aparelho, o qual pode gerar um curto circuito e também um princípio de incêndio.
Mantenha fora do alcance das crianças enquanto estiver em funcionamento para evitar queimaduras.
Mantenha sempre a renovação do ar nesse ambiente.
*Importante: equipamento com certificação, manutenção, local ventilado, manter fora do alcance de crianças.
*Riscos: queimaduras, incêndios.

 

Aquecedor à gás
Os aquecedores à gás são extremamente perigosos quando utilizados de forma incorreta. É importante que ao utilizar esse aparelho, o ambiente esteja ventilado para que haja renovação do ar, evitando assim, uma possível intoxicação por monóxido de carbono.
Muitas vezes por falta de manutenção, pode ocorrer uma combustão incompleta, resultando na emissão desse gás, que não tem cheiro e nem pode ser visto, levando a chamada morte branca.
Esse equipamento não pode ser instalado em ambientes onde haja pessoas permanentemente: banheiros, dormitórios, dependência de empregada, sala e cozinha.

*Importante: instalação com profissional habilitado, obedecendo às normas, manutenção em dia e local bem ventilado.
*Riscos: intoxicação.

Fogão e lareiras à lenha

Para este caso são utilizadas madeiras para queimar e gerar calor no ambiente. 
É importante que seja instalado em um local seguro, longe de cortinas e materiais que possam servir  para alimentar as chamas e ajudar a propagar o fogo, em caso de um princípio de incêndio.
Tenha cuidado com a aproximação de crianças e animais de estimação.
Mantenha a ventilação no local para evitar qualquer tipo de intoxicação.
Sempre realize a limpeza da chaminé para evitar acúmulo de sujeira e possibilitar a saída dos gases resultantes da combustão.

*Importante: ventilação, instalação em ambiente correto, cuidado com crianças.
*Riscos: queimaduras, incêndios, intoxicação.

 

Lareiras ecológicas

As lareiras ecológicas exigem cuidados em seu manuseio, principalmente porque ela funciona por meio da queima de um combustível: o bioetanol. Apesar de ser considerado um combustível limpo e sem produção de fumaça, funciona por meio da queima desse produto.
É muito importante que o equipamento seja certificado pelo fabricante.
Fique atento às instruções do manual para o correto manuseio, pois exige atenção principalmente no momento do reabastecimento com o líquido.
Quando o aparelho estiver em funcionamento, evite a proximidade com cortinas, tapetes, sofás, e principalmente o cuidado com as crianças e animais de estimação.
A reposição nunca deve ocorrer enquanto a lareira estiver acesa. Mesmo não havendo chamas, deve-se aguardar cerca de 30 a 40 minutos até que a lareira esfrie.
*Importante: ler o manual para correta utilização, cuidado com crianças, local arejado.
*Riscos: queimaduras, explosões, incêndios.

Por fim, jamais utilize formas caseiras de se aquecer, isso pode causar um grave acidente, inclusive levar à morte.

O Corpo de Bombeiros não recomenda que se utilize queima de álcool em recipientes colocados em ambientes fechados como banheiros ou outras instalações, bem como a prática de queima de carvão para buscar o aquecimento, pois ambas em locais com pouca ventilação também levam as pessoas à morte.

Em caso de emergência, ligue 193, 

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO PARANÁ, SEMPRE PERTO DE VOCÊ.

Últimas Notícias